Os números do desperdício e a poluição no mundo

Você tem noção do quanto nós poluímos e desperdiçamos no mundo?! Os números são assustadores e demonstram o quanto, aos poucos, estamos prejudicando nosso planeta. Se não mudarmos nossas atitudes, poderemos não ter muito o que falar no futuro.

Veja abaixo as estatísticas da poluição, os números impressionam:

30 bilhões de toneladas de resíduos sólidos são geradas por ano em todo mundo

39% desse lixo são gerados nas zonas rurais pela pecuária e 38%, pela mineração. Apenas 2,5% desse número se referem à atividade urbana, que pode ser distinguida como varrição de ruas, material desnecessário em escritórios e hospitais, entre outros. Informações do jornal Estado de S.Paulo.

Mais de 95% da poluição nos grandes centros urbanos são provenientes de veículos automotores

A informação é de uma pesquisa feita pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), em 2004. Por isso, é tão importante evitar o desperdício do uso de carros e repensar novos meios de transportes.

1,3 bilhão de toneladas de alimentos é desperdiçada anualmente

As informações são da ONU – Organização das Nações Unidas. Mesmo com tantas pessoas passando fome, muitos ainda desperdiçam comida sem pensar. A maior parte do desperdício ocorre nas feiras e na forma de preparação dos alimentos. Há muita perda de alimentos no processo de armazenamento e transporte entre o campo e a cidade.

A cidade de São Paulo desperdiça quase um trilhão de litros de água por ano

Estamos falando apenas da cidade de São Paulo, imagine se somássemos com desperdício de todos os outros lugares? O ser humano desperdiça uma quantidade de água muito grande todos os dias. O motivo: o mau uso desse elemento natural para cuidados diários do homem. 32,1% da água perdida em São Paulo é por falhas técnicas e desvios ilegais. Informações da Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado (Arsesp).

Desperdício de energia no Brasil chega a R$ 16 bilhões por ano

O motivo? Furtos, fraudes, erros de medição, entre outros. Isso faz com que as reservas em represas hidrelétricas tenham que funcionar ainda mais para reabastecer todo esse desperdício. As informações são da Agência Nacional de Energia Elétrica(Aneel). Por conta do desperdício, as hidrelétricas são mais exigidas, os níveis de reservatórios estão baixos para atender tamanha demanda, necessitando acionar as termo-elétricas que, além de serem mais onerosas para o consumidor, emitem mais gases do efeito estufa.

Comentários

comentários